Cálculo Estrutural

 

Cálculo estrutural estabelece a dimensão e a capacidade de sustentação dos elementos básicos de uma estrutura.

 

O Cálculo Estrutural utilizado para analisar o comportamento de estruturas submetidas à esforços diversos, aplicados em várias direções, com o objetivo de verificar a resistência adequada dos elementos estruturais sob combinações de carregamentos extremos ao longo de sua vida útil e também de prever as deformações das mesmas sob combinações normais de carregamento durante sua utilização.

Cáculo Estrutural

Cálculo estrutural: Erros comum

Calculo estrutural, vamos começar pela definição:

Cálculo estrutural estabelece a dimensão e a capacidade de sustentação dos elementos básicos de uma estrutura.

É utilizado para analisar o comportamento de estruturas submetidas à esforços diversos, aplicados em várias direções, com o objetivo de verificar a resistência adequada dos elementos estruturais sob combinações de carregamentos extremos ao longo de sua vida útil e de prever as deformações das mesmas sob combinações normais de carregamento durante sua utilização.”

Vamos abortar neste artigo apenas três premissas básicas que podem, sem a devida atenção, comprometer todo o projeto, são elas:

  • Sondagem do terreno
  • Vizinhança
  • Planejamento e Gestão

Para realização de um cálculo estrutural devemos ter em mente estas premissas básicas.

Às vezes fico me perguntando o que acontece com pessoas que compram projetos prontos em sites “por ai” na internet. Logicamente qualquer engenheiro calculista vai tomar os devidos cuidados para a obra não desabar. Isto quer dizer que no mínimo a estrutura está superdimensionada, assim espero...

 

Sondagem do terreno

A principal função da fundação é transferir as cargas da estrutura para o solo. Daí a importância do projeto de fundações em um projeto estrutural.

Sabendo disso, dá para imaginar o quanto essa sondagem do terreno influencia diretamente no cálculo estrutural.

Saber se o solo é mais ou menos resistente, se é muito deformável, saber a permeabilidade, estabilidade, se há e onde está o lençol freático, enfim — uma série de informações que são a base para o projetista determinar qual tipo de fundação irá adotar e qual tipo de resistência que esse solo pode oferecer para realizar o dimensionamento da estrutura de fundação.

Diria até que, se possível, ter uma sondagem do terreno antes mesmo de adquiri-lo ou mesmo antes de construir, pois essa analise pode mudar totalmente o custo da obra.

É muito comum os clientes demonstrarem relutância em investir em um laudo de sondagem do terreno.

O solo é determinante para a qualidade da estrutura, e o investimento em um laudo não é um custo desnecessário e sim essencial. Garante a segurança da estrutura e consequentemente a vida útil do seu patrimônio.

Edificações vizinhas

Esse é um quesito que raramente é considerado em um projeto estrutural. Mais uma vez lembro de projetos “prontos” na internet “por ai”. Não é preciso dizer que a maioria das obras construídas em área urbana já tem ou terá uma obra vizinha. Em um projeto estrutural de qualidade, as informações dessas obras adjacentes são consideradas em sua concepção, principalmente quando a obra que você está projetando podem modificar o estado de equilíbrio das fundações das obras vizinhas. Esse desequilíbrio pode ser causado por escavações ou qualquer ação que possam provocar vibrações no solo.

A falta de análise das condições de projetos e construção das obras adjacentes podem provocar ações de responsabilidade civil ao projetista, além de colocar em risco a segurança das pessoas que executam a obra ou habitam a edificação vizinha.

Moro de arrimo, já ouviram falar? Pois é, a grande maioria das obras embargadas tem este tipo de problema, pois não foi visto isso.

Por isso, apesar de ser muitas vezes desprestigiada, é altamente recomendada a análise das obras vizinhas, principalmente quando:

  • Houver escavação junto a divisa
  • Execução de fundações que imponham vibrações ao terreno
  • Adjacência a obras históricas
  • Edificações com estrutura precária
  • Houver possibilidade de existência de patologias já existentes.

Planejamento e Gestão de obra

O planejamento de obra é uma etapa essencial para garantir o sucesso de um empreendimento – e de uma empresa! No Brasil nós temos o costume de planejar os projetos até um certo ponto e depois improvisar conforme o que aparece, e é aí que costumam ocorrer as perdas, desperdícios e atrasos. Um planejamento de obra cuidadoso auxilia a manter os imprevistos e o caos das obras sob controle, prevendo as entregas e mantendo as atividades dentro do prazo.

Falta de planejamento e gestão o resultado é obra com longo tempo de duração e elevado custo, no final quem paga a conta é o cliente.

Por isso na hora de contratar, contrate certo, contrate a Dallas Bitencourt.